Muitos alunos chegam até nós sem saber exatamente o que almejam. 

Muitos alunos chegam até nós sem saber exatamente o que almejam. Por isso, costumamos conversar e sempre esclarecer que trabalhamos com o intuito de instruir pessoas a desenvolver competência linguística necessária para estudar e/ou pesquisar e trabalhar nos países falantes da língua alemã.

Essa determinação para nós é de suma importância, para que possamos nos dedicar ao máximo na preparação destes alunos que entendem e abraçam nossa proposta. Deste modo, o aluno sabe que deverá enfrentar uma prova para avaliação e validação do seu conhecimento em alemão. Mas que prova?

Há vários testes para diferentes ocasiões. Eles são oficiais e padronizados, reconhecidos internacionalmente e que se aplicam a situações distintas. 

Primeiramente é preciso saber que existe o Gemeinsamer Europäischer Referenzrahmen für Spachen, Quadro  Europeu de Referência para Línguas. Trata-se de um padrão europeu, utilizado também em outros países, que serve para medir o nível de compreensão e expressão oral e escrita numa determinada língua. São, portanto, seis níveis principais: Elementar/básico (A1, A2 e B1*), Intermediário/médio (B1+* e B2) e Competente (C1 e C2). 

* Para fins didáticos, muitas editoras se utilizam do B1+ como ponte para interligar os níveis do básico aos do intermediário, já que há uma vasta diferenciação no que diz respeito ao número de vocabulário entre eles.

PROVAS E FUNÇÕES

Certificados do Goethe-Institut – Goethe-Zertifikat

Se você quer comprovar habilidade linguística face a uma empresa, passar por processos de pedido de visto, e em alguns casos, ingressar em ensino superior,  as provas do instituto alemão atendem as necessidades.

Os exames de alemão do Goethe-Institut correspondem aos níveis do Quadro Europeu Comum de Referência para as Línguas (QECR): desde A1 para iniciantes até C2 para o nível linguístico mais alto. Você se prepara para um nível específico e atendendo a todas as especificidades da prova, comprova o nível testado. A validade do teste é ilimitada.

Estes exames acontecem várias vezes ao ano. Para mais detalhes clique aqui.

TestDaf – Test Deutsch als Fremdsprache 

O TestDaf (Test Deutsch als Fremdsprache) é desenvolvido pelo TestDaf-Institut e é específico para quem pretende ingressar em um curso superior na Alemanha. Essa prova é, em maior parte dos casos, um requisito obrigatório para que o candidato consiga fazer sua inscrição. Ela classifica os candidatos em 3 níveis: TDN3, TDN4, TDN5 que correspondem aos níveis do Conselho Europeu do B2.1 a C1.2. Algumas universidades alemãs aceitam TDN4 para admissão e outras somente o TDN5. Informe-se antes de se candidatar a uma vaga. 

Há, portanto, uma clara diferença tanto no estilo da prova quanto no que diz respeito ao nivelamento quando comparado ao teste do Goethe. É necessário que o candidato tenha no mínimo o B2 para que tenha um desempenho razoável. 

A prova é composta por 4 áreas de competência: compreensão auditiva, leitura, redação e oralidade. 

Em geral, as universidades não aceitam TestDaf realizado há mais de dois anos.

DSH – Deutsche Sprachprüfung für den Hochschulzugang

A sigla DHS quer dizer Deutsche Sprachprüfung für den Hochschulzugang, ou seja, prova de idioma para o ingresso em uma universidade. Este teste é realizado na instituição pretendida pelo candidato. Para isso, você precisa, geralmente, de uma admissão para o estudo. 

Os alunos previamente selecionados e que, via de regra, já apresentaram um certificado comprovando o mínimo de B2 serão convocados para realizar o DSH na universidade. O programa do exame DSH varia de faculdade para faculdade.

A estrutura da prova é dividida em uma parte escrita (incluindo compreensão auditiva, leitura e redação) e uma oral.

OnSET- Deutsch

A onSET não é prova de proficiência, via de regra, não é ferramenta de aplicação para uma vaga em uma instituição de ensino superior, embora seja aceita em alguns programas internacionais. Este teste também desenvolvido pelo TestDaf-Institut

Sua aplicabilidade é possível em alguns programas de bolsa de doutorado em algumas instituições, como documento de comprovação de conhecimento da língua alemã no ato da inscrição; na inscrição do WinterKurs; programas internacionais tais como Au Pair, e solicitação de visto para estrangeiros para pedido de residência. 

O teste é capaz de “mensurar” a competência linguística geral em alemão como língua estrangeira e abrange os níveis A2 a C1 conforme o Quadro Comum Europeu de Referência para Línguas. 

A onSET é composta por textos curtos on-line com vinte lacunas cada que abordam sobre diferentes temáticas. As questões do teste têm grau crescente de dificuldade. O objetivo é preencher as lacunas nos textos com a resposta correta.

Atenção! Informações específicas!

  • Listamos acima as principais e mais conhecidas no âmbito de estudo, pesquisa e trabalho. No entanto, provas como TELC, TestAs, ÖSD – Österreichisches Sprachdiplom Deutsch (Áustria), Deutsches Sprachdiplom der Kultusministerkonferenz SDS, dentre outras, também servem como comprovação. 
  • É importante saber que somente as universidades e seus respectivos departamentos podem informar as provas aceitas e seus níveis.
  • Custos: O Goethe-Zertifikat, DSH e TestDaf podem variar entre 160 a 200 euros, enquanto que a OnSet pode ser sem custo a 100 reais.

Um comentário em “Que teste devo fazer?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s